Agenda | Com José Câmara | 25/07/2019 13h33

Conferência de música e diversidade cultural lota sala de SBPC

Compartilhe:

A conferência: “Música, inovação e diversidade cultural”, ministrada pelo professor de Música da Universidade Federal do Paraná (UFPR) Edwin Pitre Vásquez, engrossou a programação do quarto dia de atividades da 71ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC).

Sem apresentações ou cumprimentos, o conferencista iniciou sua demonstração com um vídeo da orquestra baiana Rumpilez, que traz uma junção musical, apresentada com instrumentos de sopro e percussão. A exposição do vídeo serviu como gatilho para o início da discussão. O professor Edwin, nascido no Panamá, porém residente no Brasil há 41 anos, apresentou-se e abriu o diálogo.

“No tempo em que a educação no Brasil está sendo atacada e desqualificada, entendo que a resposta para esses ataques são os ajuntamentos das pessoas”, disse o professor, que preserva o sotaque típico de estrangeiro. As reuniões anuais da SBPC são estes espaços plurais de ajuntamento para demonstração da ciência e das pesquisas que são feitas no Brasil.

Dentro dessas pesquisas, os estudos em música possuem seu espaço. A diversidade cultural e inovação são pontos presentes a partir desses estudos. Na conferência, temas como emoção, sentidos humanos, inovação e a arte tomaram conta das discussões. Como uma espécie de diálogo, onde o público se intervia dentro da apresentação, foram apresentados e construídos conhecimentos. Isso, sendo frisado, com importância, pelo termo africano “Ubuntu”, apresentado pelo conferencista, que significa: “Eu sou porque nós somos”.

A conversa foi muito além do tema principal, que seria a música. Provocações em formas de vídeo, estiveram presentes dentro da conferência. Para encerrar a sua fala, o professor Edwin salientou: “A diversidade e a cultura devem ser defendidas com a mesma intensidade que se defende o território.”.

O fim da conferência não poderia ser diferente, a sala foi tomada por dois músicos, um violonista e um saxofonista, que deram uma “palinha” de duas músicas brasileiras.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS