Carnaval | Da Redação/Com Diário Online | 29/01/2013 12h13

Acadêmicos do Pantanal vai contar a história dos próprios carnavais

Compartilhe:

"Viemos para ficar no Grupo Especial. Não sei quem vai descer, mas a Acadêmicos do Pantanal veio e vai ficar", disse a este Diário Jackelyny Pazzolyny, uma das fundadoras da agremiação carnavalesca. A Pantanal vai fazer uma retrospectiva de sua própria história na Avenida, contando desde sua estreia, em 2001, até o carnaval do ano passado.

Trabalhando o enredo "Recordar é viver", a escola fará a abertura do desfile do Grupo Especial na segunda-feira, 11 de fevereiro. A agremiação passa por um período delicado internamente. A morte da matriarca e fundadora, Nilce Peixoto da Costa, mais conhecida como "Bizuca", abalou a todos.

"Há três meses perdemos minha mãe, a 'Bizuca'. Ela foi a fundadora da Acadêmicos do Pantanal e o último carro alegórico será em homenagem a ela. A escola irá desfilar com 960 componentes, este será o maior desfile da Acadêmicos. Agora que conseguimos subir para o primeiro grupo, o desfile pede mais detalhes, mais investimentos. Estamos lutando por um desfile mais planejado, mais elaborado", descreveu Jackelyny Pazzolyny, que divide o trabalho de criação com o carnavalesco Jessé.

Assim como outras escolas, a comunidade está trabalhando forte e em clima de tranquilidade. Os trabalhos começaram mais cedo no barracão da Pantanal. "Há dois meses estamos confeccionando as fantasias, porém, antes de trabalharmos no barracão, o carnavalesco da escola, o Jessé, e eu, trabalhamos desde outubro. Os destaques de carros, roupa de mestre-sala e de porta-bandeira, somos nós quem fazemos e já estão prontos. O desfile deste ano está sendo o de maior tranquilidade e o mais planejado de todos os outros carnavais da Pantanal", ressaltou.

Para o desfile no grupo principal, Jackelyny diz que a aposta da escola para se manter entre as primeiras, é transmitir alegria e emoção ao público. "O destaque será a comissão de frente, é uma surpresa, pois levaremos um grupo de dança. A comissão é o forte da escola, daremos um show de técnica com o grupo de dança e de emoção com o último carro da escola que homenageia a fundadora da Acadêmicos", relatou.

Jackelyny apontou que cerca de 60% das fantasias já foram vendidas e que ainda há fantasias, incluindo as da comunidade, que são gratuitas. "Das 12 alas, calculo que cinco estão disponíveis, sendo que uma delas é voltada para a comunidade e é gratuita.

Os interessados devem procurar a sede da escola", observou. Os ensaios ocorrem na sede da Acadêmicos, localizada na rua Gonçalves Dias, nº 01. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone 3231-8566.

Letra do Samba

Acadêmicos do Pantanal

"Recordar é Viver"
Compositor: Marcos César

Academia do Samba, é garra, é pura emoção!
Oh! Pantanal, tu és minha paixão!

Na realidade de um sonho
Esplendor e fantasia
Retratando em verde e branco
Os carnavais da nossa Academia

Nas asas do meu Tuiuiú
A Pantanal vai viajar
Guiada pelo brilho de uma estrela
Chama que não vai se apagar!
Em uma Odisseia no espaço
Abençoada pelos Orixás
Histórias do Olimpo, poder, mitologia
O Índio à noite
Com seus mistérios e magias

Dona Bizuca, quanta saudade
Se recordar é viver
No gingado das baianas
Uma homenagem à você!

Os sete pecados capitais
Aos mistérios do mar entreguei
Nesta aquarela do Brasil
A Deusa mãe Oxum eu encontrei
Nas várias Faces do Amor
Gnomos, Bruxas e Princesas
Histórias que ao mundo encantou
Porque na Pantanal
O sonho não acabou!

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS