Gastronomia | Cultura MS | 08/06/2019 11h50

Caldo de Piranha é iguaria gastronômica do Norte de MS

Compartilhe:

A gastronomia pantaneira possui um cardápio que sofreu influência de outros países sul-americanos. Entre os ingredientes de uma culinária tão rica é possível destacar a presença de peixes como: Pacu, Pintado e o Dourado que podem ser fritos, cozidos ou assados além do caldo de piranha.

O Caldo de Piranha é uma iguaria comum, principalmente na Rota Norte de Mato Grosso do Sul. A espécie de peixe considerada carnívora pode ser encontrada com facilidade tanto na amazônia como nas bacias que banham o nosso pantanal. Se transformou em alimento pelas famílias que habitam a região pantaneira, que destacam seu sabor forte e exótico.

A maioria das piranhas são rápidas, mas geralmente atacam quando estão estimuladas para isso. Dentro das inúmeras espécies deste peixe, algumas são canibais e outras não, mas todas possuem comportamentos agressivos.

As piranhas são parentes próximos dos Pacus e são facilmente confundidos quando pequenos. Para quem deseja manter esses peixes em um aquário deve pensar em manter plantas muito fortes ou apenas montar o aquário com pedras pequenas. Não se deve misturar espécies no aquário, pois as piranhas geralmente atacam seu companheiro.

Iguaria da Culinária de MS

A piranha é considerada como um peixe difícil de se comer inteiro por conta de suas espinhas, por isso o caldo é a receita mais preparada deste pescado.

Receita de Caldo de Piranha

Ingredientes:

1 kg de piranha
Suco de limão
1 cebola picada
2 dentes de alho picados
1 maço de cheiro-verde picado
Óleo, sal e pimenta do reino
2 pimentões picados
3 tomates picados sem pele e sem sementes
1 colher de extrato de tomate
2 litros de água
Como Fazer Caldo de Piranha

Como fazer:

Limpe as piranhas, deixe-as com a cabeça e tempere com limão, cebola, alho, cheiro-verde, sal e pimenta.
Deixe repousar por uma hora.
Esquente o óleo, frite as piranhas por alguns minutos com todos os temperos.
Adicione o pimentão, o tomate, o extrato de tomate e a água. Tampe a panela e deixe cozinhar em fogo baixo.
Após uma hora, verifique o sal.
Coe numa peneira grossa.
Observação: Em Mato Grosso do Sul, costuma-se tomar o caldo de piranha em cumbucas ou xícaras. Também é hábito bebê-lo bem apimentado. Há também quem goste de engrossar o caldo com a farinha de mandioca.

Tempo de preparo: 1 h / Rendimento: 04 porções.
Após aprender a história deste peixe e do delicioso Caldo de Piranha é só se deliciar com esta receita que pode ser feita para reunir amigos e familiares – principalmente aqueles que não conhecem os sabores de Mato Grosso do Sul.

VEJA MAIS
Compartilhe:

PARCEIROS